Atendimento ao público

De 2ª a 6ª feira
das 8h00 às 13:30h
(exceto em feriados)


Antes de comparecer ao Consulado-Geral, solicite 

Agendamento eletrônico


Não é necessário solicitar agendamento eletrônico para:

 

Alistamento Militar
Autorização de retorno ao Brasil
CPF
Título de Eleitor

Os pedidos de ARB são atendidos entre 12h e 13h, sem exceções, por ordem de chegada.


Entrega de documentos prontos, porta B

8:00h às 9:00h.

 

acessoinfo

 

Divórcio - Homologação

O Consulado-Geral não homologa sentença de divórcio, ESTA É APENAS UMA ORIENTAÇÃO DE CARÁTER GERAL.

A homologação da sentença de divórcio estrangeira é competência exclusiva do Superior Tribunal de Justiça - STJ, junto ao qual a parte interessada deverá constituir advogado no Brasil.

De maneira geral, os documentos a serem apresentados são os seguintes:

  • Procuração pública, lavrada no Consulado-Geral do Brasil em Barcelona, pela qual um advogado no Brasil é autorizado a tramitar o processo junto ao Superior Tribunal de Justiça
  • original da sentença de divórcio estrangeira
  • original da certidão de casamento ou da certidão consular, caso tenha sido registrado em Consulado brasileiro
  • comprovação de que o cônjuge estrangeiro foi citado,se for o caso
  • se possível, Declaração do cônjuge estrangeiro de que concorda com a Homologação da Sentença de Divórcio no Brasil.

Não existe modelo padronizado para este documento. A título exemplificativo, sugere-se que a declaração seja datada e assinada, tenha a assinatura reconhecida por notário, e contenha os dados abaixo:

"Eu, (nome completo) _____________(qualificação) ___________, portador do passaporte nº ____, casado(a) com a(o) cidadã(ão) brasileira(o)_________________,no dia_______ (dia/mês e ano), na cidade ________, em(país) ________, conforme certidão de casamento, declaro, para os devidos fins junto ao Superior Tribunal de Justiça, estar de acordo com a Homologação da Sentença de meu divórcio de _____(nome da(o) cônjuge), feito na cidade ______, (país) ______, em (dia/mês/ano)_________________."

Data, assinatura reconhecida

Note bem:

Para homologação da sentença estrangeira de divórcio no Brasil, é imprescindível que a firma do juiz na sentença seja reconhecida pelo Tribunal Superior de Justiça da respectiva comunidade autônoma e, em seguida, autenticada pelo Consulado-Geral.

Os documentos expedido pelas autoridades espanholas ou estrangeiras devem ser prévia e devidamente legalizados pelo Consulado-Geral do Brasil com jurisdição sobre o local de sua expedição ou local do divórcio e obrigatoriamente traduzidos em território brasileiro por tradutor público juramentado..

O divórcio realizado no estrangeiro, se um ou ambos os cônjuges forem brasileiros, só será reconhecido no Brasil depois de três anos da data da sentença, salvo se houver sido antecedida de separação judicial por igual prazo, caso em que a homologação produzirá efeito imediato, obedecidas as condições para eficácia das sentenças estrangeiras no Brasil ( § 6º do art.7º da Lei de Introdução ao Código Civil)

As Repartições consulares brasileiras não estão habilitadas a efetuar divórcio consensual e outros atos previstos na Lei 11.441 (4.1.2007), uma vez que os requisitos específicos do respectivo processo administrativo - inventário, partilha e outros atos - dificilmente poderão ser cumpridos no Exterior.

O procedimento deve ser feito no Brasil. Ambos os cônjuges devem apresentar-se ao Cartório, acompanhados de seu(s) advogado(s), cuja qualificação constará do ato notarial, bem como sua(s) assinatura(s).